Luís Gama


Photo of the author

Information about the author

  • Full name: Luiz Gonzaga Pinto da Gama
  • Pseudonym(s): Afro, Getulino, Barrabraz
  • Birth: 1830 - Salvador, BA
  • Decease: 1882 - São Paulo, SP
  • Description: Militar, advogado, escrivão, revisor, funcionário da secretaria de polícia de São Paulo (1856). Foi um dos líderes do movimento da Abolição. Fundador e colaborador dos periódicos Diabo Coxo, Cabrião, Ipiranga, Coroaci, Polichinelo. Junto a Rui Barbosa fundou o periódico Radical Paulistano.

Source(s) of data

  • COUTINHO, Afrânio; SOUSA, José Galante de. Enciclopédia de literatura brasileira. Rio de Janeiro: Fundação Biblioteca Nacional; Academia Brasileira de Letras, 2001. 2 v. ISBN 8526007238
  • BLAKE, Augusto Victorino Alves Sacramento. Diccionario Bibliographico Brazileiro. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1883. 7 v.
  • WIKIMEDIA FOUNDATION. Wikipédia: a enciclopédia livre. Conteúdo enciclopédico de autoria coletiva. Disponível em: http://www.wikipedia.org/.

Source: https://pt.wikipedia.org/wiki/Luís_Gama

Luís Gonzaga Pinto da Gama (Salvador, 21 de junho de 1830 – São Paulo, 24 de agosto de 1882) foi um rábula, orador, jornalista, escritor brasileiro e o Patrono da Abolição da Escravidão do Brasil.Nascido de mãe negra livre e pai branco, foi contudo feito escravo aos 10, e permaneceu analfabeto até os 17 anos de idade. Conquistou judicialmente a própria liberdade e passou a atuar na advocacia em prol dos cativos, sendo já aos 29 anos autor consagrado e considerado "o maior abolicionista do Brasil".Apesar de considerado um dos expoentes do romantismo, obras como a "Apresentação da Poesia Brasileira", de Manuel Bandeira, sequer mencionam seu nome. Teve uma vida tão ímpar que é difícil encontrar, entre seus biógrafos, algum que não se torne passional ao retratá-lo — sendo ele próprio também carregado de paixão, emotivo e ainda cativante. A despeito disto o historiador Boris Fausto declarou que era dono de uma "biografia de novela".Foi um dos raros intelectuais negros no Brasil escravocrata do século XIX, o único autodidata e o único a ter passado pela experiência do cativeiro; pautou sua vida na defesa da liberdade e da república, ativo opositor da monarquia, veio a morrer seis anos antes de ver seus sonhos concretizados.

Title Genre Year
Annual production of the author
Literary genres of the author
Beginning year Ending year Description
1852 1852 Inauguraçao das primeiras linhas telegráficas do Brasil
1861 1861 Brasil e Inglaterra rompem relações diplomáticas
1861 1861 O Paraguai declara guerra ao Brasil - Solano Lopes invade o Mato Grosso
1865 1870 Guerra do Paraguai
1835 1845 Período Regencial: Revolução Farroupilha no Rio Grande do Sul
1831 1831 Abdicação de D. Pedro I
1833 1833 Criação da Companhia Dramática Nacional
1840 1840 Golpe da Maioridade de D. Pedro II
1842 1842 Revolução Liberal em São Paulo e Minas Gerais
1848 1848 Rebelião Praieira em Pernambuco
1850 1850 A Lei Eusébio de Queiroz extingue o tráfico negreiro
1831 1840 Período Regencial no Brasil
1834 1834 Cultura: criação do Teatro Nacional
1838 1838 Fundação do Instituto Histórico e Geográfico
1854 1854 Inauguração da primeira estrada de ferro do Brasil
1871 1871 Lei do Ventre Livre, declara libertos os filhos de escravos, nascidos a partir dessa data
1831 1838 Período Regencial: Revoltas populares no Período Regencial
1867 1867 Inauguração da estrada de ferro Santos-Jundiaí
1870 1870 Lançamento da Campanha Republicana no RJ
1873 1873 Primeiro Congresso do Partido Republicano Paulista
1875 1875 Fim da Questão Religiosa
1855 1855 Início da carreira literária de Machado de Assis
1850 1870 Apogeu do Império no Brasil
1871 1871 Comuna de Paris
1848 1848 Publicação do Manifesto Comunista
1857 1857 Cultura: Flaubert publica Madame Bovary
1870 1870 Intelectuais portugueses debatem idéias anti-burguesas e anti-românticas
1878 1878 "Batalha do Parnaso" - manifestações anti-românticas do RJ
1859 1859 Ciência: Darwin lança A Origem das Espécies
1864 1865 Guerra contra Aguirre, do Uruguai
1834 1834 D. Pedro I morre em Lisboa
1834 1834 Período Regencial: Revolta da Cabanagem, no Pará
1837 1837 Período Regencial: Revolta da Sabinada, na Bahia
1838 1838 Período Regencial: Revolta da Balaiada, no Maranhão
1845 1845 Morse inventa o telégrafo elétrico
1850 1850 Criação da província do Amazonas
1851 1852 Conflito: Guerra contra Rosas e Oribe
1861 1865 Guerra da Secessão nos Estados Unidos
1867 1867 Publicação de "O Capital", de Carl Marx
1882 1882 Escola do Recife
1850 1850 Inauguração da linha de vapores do Rio de Janeiro para a Europa
1861 1861 Rompimento de relações entre Brasil e Inglaterra (Questão Christie)
1869 1869 Inauguração do canal de Suez
1841 1841 Os governos de Buenos Aires e britânico firmam um tratado contra o tráfico de escravos
1841 1841 El Salvador se constitui em república unitária e independente das outras repúblicas da América Central
1843 1843 Começa o estado de sítio de Montevidéu, com as tropas do Governo de Rosas
1852 1852 Conflito: Batalha de Monte Caseros (Argentina). General Urquiza derrota o presidente Rosas
1876 1876 Conflito: assinatura do tratado de paz que pôs fim à guerra entre Argentina e Paraguai
1876 1876 Ciência: Graham Bell patenteia o telefone, sua invenção
1880 1880 O Congresso espanhol vota a abolição da escravidão em Cuba
1857 1857 08/03 - ataque incendiário da polícia causa morte de 129 operárias americanas, na fábrica Cotton, em Nova York. Na data, foi instituído o Dia Internacional da Mulher.
1844 1844 Segundo Reinado: D. Pedro II anistia os líderes da revolução de 1842


Comments are the sole responsibility of the authors and do not represent the views of this repository. If you find something that violates the terms of use, report it by clicking the report button.

This document has not been commented yet, leave your comment by clicking on "Add comment"