Guimarães Passos


Information about the author

  • Full name: Sebastião Cícero dos Guimarães Passos
  • Pseudonym(s): Ângelo Bitu, Puff, Sir Soapss, Xavier de Monte Pinho, Fortúnio, Charles Laborel
  • Birth: 1867 - Maceió, AL
  • Decease: 1909 - Paris, França
  • Description: Poeta, jornalista, um dos fundadores da ABL, membro do Grêmio de Letras e Artes

Source(s) of data

Source: https://pt.wikipedia.org/wiki/Guimarães_Passos

Sebastião Cícero dos Guimarães Passos (Maceió, 22 de março de 1867 — Paris, 9 de setembro de 1909) foi um poeta brasileiro. Compareceu às reuniões de instalação da Academia Brasileira de Letras, onde fundou a cadeira 26, que tem como patrono Laurindo Rabelo. Era filho do major Tito Alexandre Ferreira Passos e de Rita Vieira Guimarães Passos. Seu avô, José Alexandre dos Passos, fora advogado e professor, dedicado também ao estudo de questões vernáculas. Guimarães Passos fez seus estudos primários e os preparatórios em Alagoas. Aos 19 anos foi para o Rio de Janeiro, onde se juntou aos jovens boêmios da época. Era a idade de ouro da boemia dos cafés, e não poderia haver melhor ambiente para o espírito do poeta. Entrou para a redação dos jornais, fazendo parte do grupo de Paula Ney, Olavo Bilac, Coelho Neto, José do Patrocínio, Luís Murat e Artur Azevedo. Colaborou com a Gazeta da Tarde, a Gazeta de Notícias, A Semana. E nas suas colunas ia publicando crônicas e versos. Nos vários lugares em que trabalhou, escrevia também sob pseudônimos: Filadelfo, Gill, Floreal, Puff, Tim e Fortúnio. Foi também arquivista da Secretaria da Mordomia da Casa Imperial. Com a proclamação da República, e extinta essa repartição, Guimarães Passos perdeu o lugar e passou a viver unicamente de seus trabalhos jornalísticos. Com a declaração da revolta de 6 de setembro de 1893, aderiu ao movimento. Fez parte do governo revolucionário instalado no Paraná, e lutou contra Floriano Peixoto. Vencida a revolta, conseguiu fugir. Exilou-se em Buenos Aires durante 18 meses. Lá colaborou nos jornais La Nación e La Prensa e fez conferências sobre temas literários relacionados ao Brasil. Em 1896, de volta do exílio, foi um dos primeiros poetas chamados para formar a Academia Brasileira de Letras. Escolheu para seu patrono outro boêmio, o poeta Laurindo Rabelo. Encontrou, no Rio de Janeiro, a sua geração inteiramente transformada. Alguns dos antigos companheiros encontravam-se agora em postos bem remunerados, eram reconhecidos, enquanto ele permanecia como o último boêmio. Ficou doente de tuberculose e, não conseguindo melhoras no Brasil, partiu para a ilha da Madeira e, daí, para Paris, onde veio a falecer, em 1909. Só em 1921 a Academia Brasileira conseguiu fazer trasladar os restos mortais para o Brasil. Para aqui vieram acompanhados dos de Raimundo Correia, falecido em Paris em 1911. Poeta parnasiano, lírico e, às vezes, um pouco pessimista, Guimarães Passos foi também humorista na sua colaboração para O Filhote, reunida depois no livro Pimentões, que publicou de parceria com Olavo Bilac. Ao tratar de Versos de um simples, José Veríssimo viu nele o "poeta delicado, de emoção ligeira e superficial, risonho, de inspiração comum, mas de estro fácil, como o seu verso, natural e espontâneo, poeta despretensioso, poeta no sentido popular da palavra".

Title Genre Year
Title Genre Year
Title Translator(s) Year
Title Author(s) Year
Annual production of the author
Literary genres of the author
Beginning year Ending year Description
1889 1889 Proclamação da República, em 15/11
1888 1888 Abolição da Escravatura
1871 1871 Lei do Ventre Livre, declara libertos os filhos de escravos, nascidos a partir dessa data
1867 1867 Inauguração da estrada de ferro Santos-Jundiaí
1870 1870 Lançamento da Campanha Republicana no RJ
1873 1873 Primeiro Congresso do Partido Republicano Paulista
1875 1875 Fim da Questão Religiosa
1870 1889 Declínio do Império no Brasil
1871 1871 Comuna de Paris
1870 1870 Intelectuais portugueses debatem idéias anti-burguesas e anti-românticas
1885 1885 Lei dos Sexagenários
1878 1878 "Batalha do Parnaso" - manifestações anti-românticas do RJ
1889 1890 Encilhamento
1891 1894 Governo Floriano Peixoto
1867 1867 Publicação de "O Capital", de Carl Marx
1882 1882 Escola do Recife
1893 1893 Revolta da Armada
1894 1898 Política: Governo Prudente de Morais
1898 1902 Governo Campos Sales
1902 1906 Política: Governo Rodrigues Alves
1907 1907 Afonso Pena aprova a Lei do Serviço Militar Obrigatório
1891 1891 promulgada a primeira Constituição Republicana brasileira
1884 1884 Extinção da escravidão no Ceará, Maranhão, Amazonas e alguns municípios do RS
1886 1886 Fundação da Sociedade Promotora de Imigração
1890 1890 Eleita a Assembléia Constituinte
1890 1890 Primeiras revoltas das categorias profissionais urbanas
1883 1883 Início da Questão Militar
1892 1892 Revolução Federalista do Rio Grande do Sul
1897 1897 Cultura: Inauguração da Academia Brasileira de Letras
1897 1897 Destruição do Arraial de Canudos
1896 1897 Revolta de Canudos
1891 1891 Deodoro da Fonseca fecha o Congresso Nacional
1893 1893 Revolução Federalista no sul
1904 1904 Revolta da Vacina
1909 1909 Filippo Marinetti inicia o Movimento Futurista
1901 1901 Cisão no Partido Republicano Paulista
1902 1902 Segundo Congresso Socialista Brasileiro em São Paulo
1906 1906 Convenção de Taubaté (medidas de proteção ao café)
1907 1907 Pablo Picasso expõe o quadro Les Demoiselles d´Avignon, em Paris, inaugurando o cubismo
1869 1869 Inauguração do canal de Suez
1906 1906 Em Paris, Santos Dumont voa com o 14-BIS
1908 1908 Chegam ao Brasil os primeiros imigrantes japoneses (781 pessoas)
1894 1894 Inauguração da Biblioteca Infantil Quaresma
1876 1876 Conflito: assinatura do tratado de paz que pôs fim à guerra entre Argentina e Paraguai
1900 1900 O Senado dos Estados Unidos ratifica a decisão da Conferência de Paz de Haya sobre a criação de um Tribunal Penal Internacional.
1895 1895 A Coreia declara a sua independência da China
1876 1876 Ciência: Graham Bell patenteia o telefone, sua invenção
1880 1880 O Congresso espanhol vota a abolição da escravidão em Cuba
1893 1893 Antes do cientista Guglielmo Marconi testar seu primeiro experimento, o padre brasileiro Roberto Landell realizou, do alto da Avenida Paulista para o alto de Santana, as primeiras transmissões de telegrafia e de telefonia sem fio
1906 1906 Um pacto policial entre Brasil, Argentina, e Uruguai é firmado contra o movimento anarquista nos três países
1896 1896 Ciência: o físico francês Henri Becquerel descobre uma nova propriedade da matéria, a radioatividade


Comments are the sole responsibility of the authors and do not represent the views of this repository. If you find something that violates the terms of use, report it by clicking the report button.

This document has not been commented yet, leave your comment by clicking on "Add comment"