Francisco José Freire

Nome completo: Francisco José Freire
Pseudônimo(s): Cândido Lusitano

Informações sobre o autor

  • Birth: 1719 - Lisboa, Portugal
  • Decease: 1773 - Mafra, Portugal
  • Description: Religioso, escritor, tradutor. De acordo com Inocêncio, concluiu os estudos de humanidades na casa de São Caetano, dos clérigos teatinos, e esteve durante alguns anos como familiar ou gentil-homem na casa do cardeal patriarca de Lisboa, D. Tomás d'Almeida. Deixou o serviço do prelado, no entanto, e tornou-se congregado de São Filippe Nery, na casa do Espírito Santo de Lisboa. Sofreu paralisia na Vila de Mafra, onde foi enterrado.
  • Fonte(s) dos dados:
    • WIKIMEDIA FOUNDATION. Wikipédia: a enciclopédia livre. Conteúdo enciclopédico de autoria coletiva. Disponível em: http://www.wikipedia.org/.
    • SILVA, Inocêncio Francisco da. Dicionário Bibliográfico Português. Lisboa: Imprensa Nacional, 1859.

Dados da Wikipédia (não validados pelos responsáveis da Biblioteca de Literatura Digital)

  • Página do autor: https://pt.wikipedia.org/wiki/Francisco_José_Freire
  • Description: Francisco José Freire (Lisboa, 3 de Janeiro de 1719 — Mafra, 5 de Julho de 1773), que adotou o pseudónimo de Cândido Lusitano, foi um frade oratoriano que inspirou o movimento estético-literário da Arcádia Lusitana.

Works of the author


Title Type Gênero Year
Arte poética Obra Literária Crítica, teoria ou história literária 1748
Arte poética de Q. Horácio Flaco Obra Literária Tradução 1758
Não disponível para visualização Capítulos das cortes que se celebraram em Lisboa, aos 16 de Março de 1646. Obra Literária Outros -
Não disponível para visualização Capítulos gerais apresentados a El Rei Dom João nosso senhor, IV deste nome, nas Cortes celebradas em Lisboa com os Três Estados, em 28 de janeiro de 1641; com suas respostas de 12 de setembro do ano de 1642, no 2º do seu reinado e 38º de sua idade. Com as réplicas, respostas, e declarações deles em 1645. Lisboa, por Paulo Craesbeeck, 1645. Obra Literária Outros 1645
Não disponível para visualização Capítulos gerais que foram apresentados a El Rei Dom João, nossos senhor terceiro deste nome, XV Rei de Portugal, nas cortes de Torres novas (no ano de 1525) e nas de Évora (no ano de 1535), com suas respostas e leis que o dito senhor fez sobre alguns dos ditos capítulos, as quais foram publicadas na cidade de Lisboa, no ano XVII de seu reinado e XXXVII de sua idade, a XXIX dias do mês de novembro, ano do nascimento de nosso senhor Jesus Cristo de 1538 anos. Obra Literária Outros 1539
Carta apologética em que se mostra que não é autor do livro intitulado Arte de Furtar o insigne P. Antônio Vieira da Companhia de Jesus Obra Literária Crítica, teoria ou história literária 1744
Dicionário poético para uso dos que principiam a exercitar-se na poesia portuguesa Obra Literária Crítica, teoria ou história literária 1765
Elogio de D. Franscisco Xavier Mascarenhas, cavaleiro professo na Ordem de Cristo, coronel que foi de um dos regimentos da Marinha e comandante da esquadra, que no ano de 1740 foi para o Estado da Índia, com patente de sargento-mor de batalha Obra Literária Outros 1742
Elogio do ilustríssimo e excelentíssimo Senhor D. Francisco Paulo de Portugal e Castro, segundo Marquês de Valença, sétimo Conde de Vimioso, mordomo-mor da Rainha Nossa Senhora etc. Obra Literária Outros 1749
Máximas sobre a arte oratória, extraídas das doutrinas dos antigos mestres e ilustradas por Cândido Lusitano Obra Literária Crítica, teoria ou história literária 1759
Método breve e fácil para estudar a história portuguesa Obra Literária Outros 1748
O secretário português compendiosamente instruído no modo de escrever cartas Obra Literária Outros 1823
Vida do Infante D. Henrique, escrita e dedicada à Majestade Fidelíssima de El-Rei D. José I Nosso Senhor Obra Literária Outros 1758

Annual production of author


Literary genre of author



Associated historic facts

Ano do início Ano do fim Description
1720 1720 Cultura: criação, por D. João V, da Academia Portuguesa de História
1763 1763 Brasil Colônia: com o desenvolvimento econômico do Brasil, Portugal eleva a colônia a Vice-Reinado

Commentaires (0)


Do login to comment