John W. Gould


Photo of the author

Information about the author

  • Full name: John W. Gould
  • Birth: 1804 - Dorset, Inglaterra
  • Decease: 1881 - Londres, Inglaterra
  • Description: Foi um ornitólogo e naturalista inglês.

Source(s) of data

  • WIKIMEDIA FOUNDATION. Wikipédia: a enciclopédia livre. Conteúdo enciclopédico de autoria coletiva. Disponível em: https://www.wikipedia.org.

Source: https://pt.wikipedia.org/wiki/John_Gould

John Gould (14 de setembro de 1804, Lyme Regis, Dorset, Inglaterra – 3 de fevereiro de 1881, Londres, Inglaterra), foi um ornitólogo e naturalista inglês. Pouco depois do seu nascimento, o seu pai, ocupa o lugar de jardineiro numa propriedade próxima de Guildford (Surrey), sendo em 1818 nomeado capataz dos jardins reais de Windsor. O jovem John, inicia a sua formação como jardineiro, mas é em Windsor que aprende a embalsamar animais e em breve torna-se um especialista em taxidermia. Em 1824, abre uma loja em Londres, iniciando-se no negócio da taxidermia. Os seus conhecimentos permitem-lhe vir a ser o primeiro conservador do museu da Zoological Society of London em 1827. O seu trabalho permite-lhe estar em contacto com os naturalistas mais importantes de Inglaterra e ser o primeiro a ver as novas colecções de aves enviadas ao museu. Em 1830, uma nova colecção de aves chega dos Himalaias, sendo na sua maioria espécies novas para a ciência. Gould descreve essas aves em 'A Century of Birds from the Himalayas' (1830-1832). O texto foi escrito por Nicholas Aylward Vigors e as ilustrações são litografias realizadas pela própria mulher de Gould, Elizabeth. A este primeiro trabalho se seguirão outros quatro, realizados durante os sete anos seguintes, com textos do próprio Gould e editados pelo seu assistente, Edwin Prince e com algumas ilustrações de Edward Lear. Em 4 de janeiro de 1837, durante uma reunião da Geological Society of London, Charles Darwin apresenta as espécies de aves e mamíferos recolhidos durante a sua viagem a bordo do Beagle, sendo as aves entregues a Gould para a sua posterior identificação. Na reunião seguinte, a 10 de Janeiro, Gould informou que as aves das Ilhas Galápagos que Darwin pensava que eram melros, bico-grossudos e tentilhões, eram na realidade uma série de tentilhões tão particulares que passariam a formar um grupo inteiramente novo, com 12 espécies. Em 1838, a família Gould viaja até à Austrália para estudar as aves deste país e realizar o primeiro trabalho cientifico sobre este tema. Junto com eles viajou o naturalista John Gilbert. Chegam à Tasmânia em setembro e travam conhecimento com o governador, Sir John Franklin e a sua mulher. Em fevereiro de 1839, Gould parte para Sydney, deixando a sua mulher grávida em companhia dos Franklin. Visita o seu cunhado em Yarrundi e dedica o seu tempo à pesquisa de espécies da família dos Ptilonorhynchidae na cadeia de montanhas, de Liverpool Range. Em Abril, regressa à Tasmânia para assistir ao nascimento do seu filho. Em Maio, viaja a Adelaide para encontrar-se com Charles Sturt, que prepara uma expedição para subir o rio Murray. Gould faz o reconhecimento dos Mount Lofty e Murray Scrubs, regressando a Hobart em Julho. Viaja em seguida com a sua mulher para Yarrundi, e regressa a Inglaterra em Maio de 1840. O resultado desta viagem foi a publicação de The Birds of Australia (1840-1848), obra em sete volumes, na qual são apresentadas 600 espécies de aves das quais 328 são novas para a ciência. Publica também A Monograph of the Macropodidae, or Family of Kangaroos (1841-1842) e Mammals of Australia (1849-1861). Depois da morte da sua mulher em 1841, os livros de Gould passam a ser ilustrados por diversos artistas, incluindo Henry Constantine Richter e Joseph Wolf. Durante toda a sua vida, Gould interessa-se especialmente pelos colibris (Trochilidae). Acumulando uma colecção de 320 espécies que são apresentadas em público durante a grande exposição de 1851. Apesar do seu interesse por estas aves, nunca tinha chegado a ver um colibri vivo. Em maio de 1857, viaja aos Estados-Unidos com o seu segundo filho, Charles. Chega a Nova York antes da temporada na qual se podem ver os colibris na cidade mas, no dia 21 de Maio, nos jardins Bartram de Filadélfia, pode ver finalmente um colibri vivo, Archilochus colubris. Viaja em seguida a Washington D.C. onde descobre uma grande quantidade destas aves nos jardins do Capitólio. Gould tenta regressar a Inglaterra com alguns exemplares vivos, mas as condições da viagem não o permitiram. Gould publica Monograph of Trochilidae em 1861. A Gould League, fundada na Austrália em 1909, foi assim chamada em sua homenagem. Esta organização dá a muitos australianos uma primeira introdução ao mundo das aves, junto com noções de ecologia e proteção ambiental. == Referências == The Ruling Passion of John Gould, Isabella Tree ISBN 071262158X Darwin, Adrian Desmond and James Moore, Michael Joseph, the Penguin Group, London 1991 ISBN 0-7181-3430-3

Title Genre Year
Annual production of the author
Literary genres of the author
Beginning year Ending year Description
1822 1822 Independência do Brasil
1852 1852 Inauguraçao das primeiras linhas telegráficas do Brasil
1861 1861 Brasil e Inglaterra rompem relações diplomáticas
1861 1861 O Paraguai declara guerra ao Brasil - Solano Lopes invade o Mato Grosso
1824 1824 Política: D. Pedro I outorga a primeira Constituição brasileira
1825 1825 Portugal e Inglaterra reconhecem a independência do Brasil
1865 1870 Guerra do Paraguai
1808 1808 Brasil Colônia: chegada da família real portuguesa ao Brasil
1808 1808 Economia: abertura dos portos brasileiros ao comércio livre
1815 1815 Brasil Colônia: o Brasil é elevado a Reino Unido de Portugal e Algarves
1823 1823 Conflito: Guerra da Independência na Bahia
1835 1845 Período Regencial: Revolução Farroupilha no Rio Grande do Sul
1831 1831 Abdicação de D. Pedro I
1833 1833 Criação da Companhia Dramática Nacional
1840 1840 Golpe da Maioridade de D. Pedro II
1842 1842 Revolução Liberal em São Paulo e Minas Gerais
1848 1848 Rebelião Praieira em Pernambuco
1850 1850 A Lei Eusébio de Queiroz extingue o tráfico negreiro
1831 1840 Período Regencial no Brasil
1834 1834 Cultura: criação do Teatro Nacional
1838 1838 Fundação do Instituto Histórico e Geográfico
1854 1854 Inauguração da primeira estrada de ferro do Brasil
1871 1871 Lei do Ventre Livre, declara libertos os filhos de escravos, nascidos a partir dessa data
1831 1838 Período Regencial: Revoltas populares no Período Regencial
1867 1867 Inauguração da estrada de ferro Santos-Jundiaí
1870 1870 Lançamento da Campanha Republicana no RJ
1873 1873 Primeiro Congresso do Partido Republicano Paulista
1875 1875 Fim da Questão Religiosa
1808 1808 Criação da Imprensa Régia no Brasil
1855 1855 Início da carreira literária de Machado de Assis
1850 1870 Apogeu do Império no Brasil
1871 1871 Comuna de Paris
1848 1848 Publicação do Manifesto Comunista
1857 1857 Cultura: Flaubert publica Madame Bovary
1870 1870 Intelectuais portugueses debatem idéias anti-burguesas e anti-românticas
1878 1878 "Batalha do Parnaso" - manifestações anti-românticas do RJ
1859 1859 Ciência: Darwin lança A Origem das Espécies
1824 1824 Confederação do Equador
1826 1826 Política: instalação da primeira Assembléia Geral Brasileira
1864 1865 Guerra contra Aguirre, do Uruguai
1834 1834 D. Pedro I morre em Lisboa
1834 1834 Período Regencial: Revolta da Cabanagem, no Pará
1837 1837 Período Regencial: Revolta da Sabinada, na Bahia
1838 1838 Período Regencial: Revolta da Balaiada, no Maranhão
1845 1845 Morse inventa o telégrafo elétrico
1850 1850 Criação da província do Amazonas
1825 1828 Conflito: Guerra Cisplatina
1851 1852 Conflito: Guerra contra Rosas e Oribe
1861 1865 Guerra da Secessão nos Estados Unidos
1867 1867 Publicação de "O Capital", de Carl Marx
1807 1807 Pressão francesa para ruptura da aliança entre Portugal e Inglaterra
1807 1807 Invasão de Portugal por tropas de Napoleão
1808 1808 Cultura: instalação da Biblioteca Real no Hospital da Ordem Terceira do Carmo, Rio de Janeiro
1808 1808 Fundação do Arquivo Nacional
1811 1811 Cultura: inauguração da Biblioteca Real no Rio de Janeiro
1820 1820 Revolução do Porto
1821 1821 Regresso de D. João VI a Portugal
1821 1821 Abolição da Inquisição portuguesa apesar da manutenção da censura
1821 1821 Regulamentação da liberdade de imprensa no Brasil
1828 1828 Criação do Supremo Tribunal
1850 1850 Inauguração da linha de vapores do Rio de Janeiro para a Europa
1861 1861 Rompimento de relações entre Brasil e Inglaterra (Questão Christie)
1869 1869 Inauguração do canal de Suez
1808 1808 Economia: permissão da instalação de fábricas e manufaturas no Brasil (1 de abril)
1810 1810 Cultura: decreto de regulamentação do teatro no Brasil
1814 1814 Proibição da posse e leitura das Fábulas de Jean de La Fontaine, traduzidas por Francisco Manuel do Nascimento
1817 1817 Proibição da circulação em Portugal e seus domínios do jornal Correio Braziliense, de Hipólito José da Costa
1818 1818 Compra da biblioteca do arquiteto José da Costa e Silva pelo governo português e sua incorporação à Biblioteca Real (RJ)
1821 1821 Abertura, no Rio de Janeiro, da Tipografia de Moreira Garcez e da Nova Oficina Tipográfica, quebrando o monopólio da Impressão Régia no Brasil
1825 1825 Os governos de Buenos Aires e britânico firmam um tratado contra o tráfico de escravos
1841 1841 Os governos de Buenos Aires e britânico firmam um tratado contra o tráfico de escravos
1841 1841 El Salvador se constitui em república unitária e independente das outras repúblicas da América Central
1843 1843 Começa o estado de sítio de Montevidéu, com as tropas do Governo de Rosas
1852 1852 Conflito: Batalha de Monte Caseros (Argentina). General Urquiza derrota o presidente Rosas
1876 1876 Conflito: assinatura do tratado de paz que pôs fim à guerra entre Argentina e Paraguai
1816 1816 Toda família Bonaparte é afastada da França por lei do governo francês
1876 1876 Ciência: Graham Bell patenteia o telefone, sua invenção
1880 1880 O Congresso espanhol vota a abolição da escravidão em Cuba
1827 1827 O Peru, que fazia parte da Colômbia, declara a sua independência
1857 1857 08/03 - ataque incendiário da polícia causa morte de 129 operárias americanas, na fábrica Cotton, em Nova York. Na data, foi instituído o Dia Internacional da Mulher.
1844 1844 Segundo Reinado: D. Pedro II anistia os líderes da revolução de 1842


Comments are the sole responsibility of the authors and do not represent the views of this repository. If you find something that violates the terms of use, report it by clicking the report button.

This document has not been commented yet, leave your comment by clicking on "Add comment"